Notícias

Jovem talento em escultura de Irapuã, Matheus Reis, visita a Fundiart em Piracicaba

Matheus, Sr. Euclides, dono da fundição e a professora

Matheus, Sr. Euclides, dono da fundição e a professora

A partir da iniciativa da professora de artes Paula Ronchi, da Escola Estadual Desolina Betti Gregorin, o artista plástico Silvio Alvarez levou o Projeto Artistas do Futuro instituição de ensino de Irapuã, em setembro de 2015, contemplando todos os alunos com oficinas de arte.
Durante as oficinas para mais de 700 jovens na Escola Desolina, Silvio Alvarez conheceu o aluno Matheus Reis, de 15 anos, morador da área rural de Irapuã, que desde muito cedo, intuitivamente, produz pequenas esculturas em arame. Impressionado com o potencial talento do rapaz, Silvio Alvarez, idealizador do Projeto Artistas do Futuro, que tem como um dos seus objetivos revelar novos nomes da arte brasileira, buscou parcerias para auxiliar Matheus em seu desenvolvimento artístico.
Por indicação da Fundação Victor Brecheret, de São Paulo, e com o patrocínio da Henkel (Cola Pritt), dentro do Projeto Artistas do Futuro, o jovem talento de Irapuã passou uma semana na cidade de Piracicaba, de 25 a 29 de janeiro, em visita educacional à Fundiart, tradicional fundição de metais não ferrosos (alumínio, bronze e latão), especializada em obras de artes, bustos, monumentos de grande porte entre outros, referência em escultura artística no Brasil e no mundo. Matheus Reis viajou acompanhado de sua mãe e da professora Paula Ronchi, que ficou fascinada com a rica oportunidade oferecida ao seu aluno.
Acolhido pelo proprietário da Fundiart, Euclides Baraldi, durante uma semana, Matheus Reis conviveu com artistas de outros países e pôde desenvolver sua própria arte tendo toda a orientação do professor Eduardo Santos, artista de destaque da escultura contemporânea. Impressionado e feliz com tudo o que aprendeu durante a visita, o jovem de Irapuã retornou à sua cidade, certo de que tem um longo e promissor caminho profissional a trilhar na escultura brasileira.
Durante a visita de Matheus, Silvio Alvarez e a professora Paula Ronchi, em conversa com a equipe de profissionais da Fundiart, tomaram ciência que o aluno da Escola Desolina Betti Gregorin tem, de fato, um enorme potencial artístico para tornar-se um bem sucedido escultor. Para tanto, como em todas as áreas, Matheus Reis precisa complementar seus estudos do ensino médio com aulas específicas em escultura, praticar muito em diversos materiais, alguns de alto custo, e atingir seus objetivos após ingressar e cursar uma faculdade de Artes Visuais. No mundo das artes, como observado em carreiras de alguns grandes nomes consagrados, se faz necessário o apoio da comunidade para que o jovem talento local alcance seus objetivos. Os interessados em auxiliar Matheus Reis podem entrar em contato com a professora Paula Ronchi pelo e-mail paula_ronchi@hotmail.com

Iniciar Apresenta

Fonte: http://avpgraficaejornal.com.br/web/?p=11574